ACARA_ACU.jpg
acara.png
ACARA_ARTE.png

Acará-Açu - 75% Cacau

Coordenadas geográficas do local de colheita do cacau: 1°47'23.0"S 48°17'35.8"O

Acará - Rio Acará - Pará - Amazônia – Brasil

Colhidas pela comunidade Acará-Açu, situada às margens do rio Acará, no Pará, as amêndoas de cacau desta floresta de várzea apresentam características sensoriais diferenciadas devido à complexidade do solo e do microclima da região. Elas são pré-processadas por uma comunidade de ribeirinhos agroextrativistas, que tem como líder comunitário Zeno Gemaque, exímio carpinteiro, responsável pelo padrão dos cochos de fermentação e secagem do cacau utilizado pela De Mendes. 

Mais de cem famílias de uma dezena de comunidades ribeirinhas às margens do rio Acará fazem parte da rede de pequenos produtores de cacau, que tem como base de processamento o terreno de um dos líderes comunitários da comunidade Acará-Açu: Zeno Gemaque. Habilidoso carpinteiro, empreendedor sereno e perfeccionista, ele encontrou no chocolatier César De Mendes um companheiro para trocar conhecimentos e experiências, atingindo o máximo de qualidade nas amêndoas utilizadas nesta barra de chocolate.

Depois de anos de convívio, a dupla aprimorou os protocolos de colheita, transporte, fermentação, secagem e armazenamento, fazendo com que a estrutura de processamento da comunidade Acará-Açu seja hoje considerada referência para a marca. 

zeno (1).JPG
Cópia de ZENO JULHO 2020 (9 de 32).jpg
Cópia de ZENO JULHO 2020 (25 de 32).jpg
Cópia de ZENO JULHO 2020 (11 de 32).jpg
DeMendes_Ziantoni2021_Portfolio (41).jpg

 Foto Valter Ziantoni

DeMendes_Ziantoni2021_Portfolio (14).jpg

 Foto Valter Ziantoni

Estas barras incorporam o respeito pela personalidade do território, expresso em cada detalhe: os cochos são feitos a partir da madeira de árvores caídas na floresta, o pré-processamento das amêndoas utiliza uma técnica intuitiva e única que preserva os microorganismos essenciais à vida, enquanto cuidadosos processos de fermentação e secagem potencializam os aspectos sensoriais oriundos da floresta. Como resultado, um chocolate mais aromático, sutil e com menor acidez. 

 

O manejo gentil e refinado do cacau pelos ribeirinhos dessa comunidade amazônica preserva não somente os recursos naturais da região, mas também fomenta o senso de cooperação, justiça e solidariedade, essenciais na construção de uma cadeia produtiva integrada e em equilíbrio com o meio ambiente. “A importância desse projeto é melhorar a qualidade de vida das pessoas, sem causar nenhum tipo de agressão à cultura e ao modo de viver delas. Podemos ser um canal e dar voz aos que vivem aqui”, afirma Zeno

IMPACTO SOCIAL E AMBIENTAL

Mais de 100 famílias são impactadas pela cadeia produtiva deste cacau, em uma área de floresta com grande variedade de espécies vegetais e animais. O empreendedorismo social está presente no trabalho conjunto da De Mendes com líderes comunitários da região, fomentando a capacitação dos ribeirinhos por meio de uma relação de parceria e com base em processos responsáveis, solidários e socioeconomicamente justos. 

 

OUTROS INGREDIENTES E FORNECEDORES *

- Açúcar Mascavo: fornecido pela COPAVI – Cooperativa de Produção Agropecuária Vitória, localizada em Paranacity, no noroeste do estado do Paraná. Fundada em 1993, a partir do assentamento Santa Maria, de apenas 236 hectares e 61 habitantes, a COPAVI é a experiência mais longeva na produção coletiva e solidária do Paraná. 

* eventuais alterações no fornecedor podem acontecer devido à disponibilidade do produto.