XIBA_site.jpg
xiba_arte.png

Colhidas em Barcarena, às margens do rio Acará, no Pará, as amêndoas de cacau desta floresta primária, densa e de enorme biodiversidade, apresentam características sensoriais diferenciadas devido ao seu terroir de origem. Exímio mateiro e profundo conhecedor da floresta, Manoel do Carmo Monteiro da Silva, o ribeirinho Xiba, busca a excelência e a perfeição em sua fermentação, que suaviza a adstringência e a acidez do cacau da variedade Maranhão e expõe toda sua potência sensorial, como cítrico complexo, mel e flor, conferindo traços da sua própria empatia, pureza e docilidade ao intenso cacau desta barra de chocolate.

Muitos impressionam-se com a alta porcentagem de cacau desse chocolate de floresta nativa e primária, o que torna essa barra muito intensa, forte e saborosa. Mas esse gosto tão especial não existiria sem as mãos e os cuidados de Manoel do Carmo Monteiro da Silva, popularmente conhecido como Xiba. Filho de Armínio Bentes da Silva e de Dona Jandira, Xiba mora com sua família às margens do rio Acará e conhece a floresta como poucos. Extrativista e cultivador de açaí e cacau, Xiba orgulha-se de desconhecer apenas uma única espécie vegetal em “seu mato”. Sucedeu seu pai no conhecimento e uso da floresta, de onde sua família retira remédio, alimento e nutre-se com histórias e lendas ricas em sincretismo, sabedoria e ensinamentos.

Um mateiro em essência, Xiba, junto a outros integrantes da comunidade ribeirinha Bom Jardim, colhem, selecionam, moem, fermentam e secam as amêndoas de cacau com muita afeição, dedicação e afinco na busca da barra de chocolate perfeita.

“Quero uma amêndoa perfeita” – Xiba

César repete com frequência as palavras e desejos de Xiba, que com muita humildade e pureza de intenção, seguiu cuidadosa e persistentemente as orientações de seu mestre De Mendes no aprendizado e aperfeiçoamento do processo de fermentação do cacau. “O grande segredo do sabor e da qualidade de um chocolate está justamente no pré- processamento, no qual a etapa de fermentação recebe destaque devido à sua delicadeza e sensibilidade. De acordo com César, Xiba tornou-se, com o tempo e seus diversos experimentos, um exímio fermentador e atualmente o aprendiz é mais do que reverenciado pelo seu próprio mestre. Como resultado dessa parceria de troca e aprendizados conjuntos, nasceu o Chocolate Xiba 81% cacau.

xiba 2.JPG
Xiba.jpg

“Onde você ensina e onde você aprende? Eu tenho um conhecimento técnico e é basicamente isso que eu ensino. Mas o que eu aprendo é algo tácito, não é explícito, não é de alguém que estudou em uma Universidade, mas de alguém que você olha e sente a brandura no olhar, a pureza de intenção, que não sabe mentir, que até parece uma chapa de vidro transparente, não tem​ meio-termos, chega às vezes parecer até rude, mas é apenas de uma sinceridade absurda e é isso que a gente aprende.” – César De Mendes

O Chocolate Xiba apresenta nota cítrica complexa, mel e flor, notadamente rosas, que muitas vezes aparece como resultado da sobrefermentação. É agradável e prazeroso ao paladar. “O sabor dessa barra não é comum na Amazônia. Trabalho com vários cacaus da Amazônia, da mesma variedade Maranhão, e nenhum deles apresenta essas notas tão delicadas”, explica César. Surpreenda-se com essa barra de cacau e sabor único!

Nesta floresta primária de bioma de várzea baixa, no município de Barcarena e às margens do rio Acará, a variedade de cacau encontrada é a Maranhão, que recebe esse nome porque a primeira exportação de cacau para a Europa, no período do império português no Brasil, partiu de Belém/Cametá para Portugal, do estado do Maranhão e do Grão-Pará, como ficou conhecida a região que abrangia desde o estado do Ceará até o extremo norte do Brasil.

IMPACTO SOCIAL E AMBIENTAL

A área manejada por Xiba tem 40 hectares, onde habitam muitos animais e espécies vegetais. O trabalho com o cacau impacta diretamente 100 pessoas. Da colheita à produção, buscamos ser responsáveis, solidários e socioeconomicamente justos.

 

OUTROS INGREDIENTES E FORNECEDORES

- Açúcar Mascavo: fornecido pela COPAVI – Cooperativa de Produção Agropecuária Vitória, localizada em Paranacity, no noroeste do estado do Paraná. Fundada em 1993, à partir do assentamento Santa Maria, de apenas 236 hectares e 61 habitantes, a COPAVI é a experiência mais longeva na produção coletiva e solidária do Paraná.

Chocolate Xiba - 81% Cacau

Coordenadas geográficas do local de colheita do cacau: 2° 33′ 57″ S 49° 31′ 37″ O

Barcarena - Rio Acará - Pará - Amazônia – Brasil

embalagem_xiba.png
XIBA_rodape.png